15 problemas comuns de bebês e recém-nascidos para conhecer

Problemas recém-nascidos

Imagem: Shutterstock

Os primeiros dias e meses da maternidade estão cheios de ansiedade. Os bebês são tão pequenos e desamparados que é normal se preocupar com seu bem-estar. E você tem motivos de preocupação. Os problemas do bebê recém-nascido não podem ser ignorados, pois os bebês são muito delicados.

Bebês e bebês têm sistemas imunológicos que ainda estão em desenvolvimento. Portanto, mesmo doenças menores podem levar a complicações graves. Portanto, é importante entender tudo o que pode dar errado com seu filho nos primeiros dias.

Problemas comuns do bebê recém-nascido:

Quando se trata de problemas de saúde, o estágio do recém-nascido é o mais crítico. Aqui estão algumas condições de saúde bastante comuns em recém-nascidos:

1. Inchaço abdominal:

A maioria dos recém-nascidos tem barrigas salientes. Mas se a barriga do seu bebê estiver dura e inchada entre as mamadas, faça uma pequena pesquisa. Nove em 10 vezes, será apenas gás ou constipação, mas às vezes uma barriga inchada pode indicar uma condição subjacente grave (1).

2. Lesões no nascimento:

Um parto difícil pode deixar seu recém-nascido com alguns ferimentos no nascimento. A maioria dos recém-nascidos se recupera rapidamente dessas lesões, por isso não se estresse. Algumas das lesões comuns ao nascimento que seu bebê pode sofrer incluem uma clavícula quebrada, fraqueza muscular, pinças, etc. (2)

3. Pele azulada:

Os problemas de pele do bebê incluem a pele azulada. É bastante normal que os bebês tenham mãos e pés azuis, mas isso pode não ser motivo de preocupação. Em alguns casos, os recém-nascidos também podem desenvolver uma cor azul ao redor da boca e da língua enquanto choram. Mas o azul desaparece com o tempo. Mas se o seu bebê não recuperar a pele rosada, você deve consultar seu médico imediatamente.

4. Tosse:

É normal que um bebê tosse ao se alimentar, pois o leite às vezes pode chegar rápido demais. Mas se o seu bebê tiver tosse que se recusa a desaparecer ou se engasgar com frequência durante a alimentação, consulte um médico. Pode indicar um problema nos pulmões ou no sistema digestivo. Se o seu filho tossir sem parar, principalmente à noite, você também deve excluir a coqueluche (3).

(Ler: Remédios caseiros para tosse em bebês )

5. Icterícia:

A icterícia é um problema comum entre os recém-nascidos. Muitos bebês têm altos níveis de bilirrubina no nascimento, pois seus fígados ainda são imaturos. A maioria dos casos de icterícia no recém-nascido se resolve com o tempo. Mas também pode causar problemas sérios. Portanto, deixe seu médico prescrever um tratamento para curar a icterícia. Uma teoria anterior de que a icterícia neonatal causa dano cerebral provou ser um alarme falso (4).

6. Dificuldade respiratória:

O recém-nascido leva algumas horas para respirar normalmente. Mas uma vez que seu corpo aprenda a respirar, você não terá mais dificuldades. Os problemas respiratórios dos bebês ocorrem devido a muitos problemas. Se você perceber que seu bebê está com dificuldades em respirar, verifique a passagem nasal. Na maioria dos casos, a falta de ar ocorre devido a um bloqueio nas narinas. Você pode tratar esse problema com o uso de gotas salinas.

Mas se você notar algum dos seguintes sintomas, consulte o seu pediatra imediatamente:

  • Respiração rápida
  • Batendo o nariz
  • Rosnando enquanto respira
  • Cor azul da pele que se recusa a desaparecer

Se você teve um parto prematuro, seu bebê corre um risco maior de desenvolver problemas respiratórios (5).

7. Vômitos:

O vômito é um problema de saúde comum entre os bebês. É normal que os bebês cuspam leite depois de comer. Mas vômitos frequentes não são normais. Para evitar vômitos e saliva freqüentes, verifique se o bebê não é intolerante à lactose ou alérgico ao leite materno. Você também deve arrotar seu bebê com freqüência para impedir que ele vomite toda a comida dele. Se o seu filho estiver vomitando e não estiver ganhando peso adequadamente, pode ser necessária uma intervenção médica. Além disso, tenha cuidado com a cor. Se o vômito do bebê parecer verde, converse com seu médico sobre possíveis infecções e opções de tratamento (6). Problemas digestivos também podem causar vômitos.

8. Febre:

Febre não é o problema. A febre é apenas um indicador de que o corpo do seu bebê está combatendo uma infecção. Febres leves nem precisam de intervenção médica. Mas se o seu filho tiver febre alta, deixe seu médico examiná-lo. A febre alta (102 F) pode ser uma preocupação séria e causar convulsões (7).

9. Cólica:

Seu pequeno chora sem descanso e você não sabe o porquê? Você pode culpar as cólicas! Os bebês com cólicas são saudáveis ​​e não mostram outros sinais de desconforto. Verifique se o seu bebê é alérgico à fórmula que você está usando, pois isso também pode causar cólica nos bebês (8). Felizmente, a maioria dos casos de cólica é resolvida quando o bebê atinge três meses de idade.

10. problemas de pele:

Bebês e bebês têm pele sensível. Portanto, é comum que tenham problemas de pele. Alguns dos problemas de pele comuns que seu bebê pode encontrar incluem:

para. Assaduras:

Um dos problemas de pele mais comuns em bebês é assaduras (9). Para evitar essa condição comum, mas dolorosa, lembre-se dos seguintes pontos:

Seja regular quando se trata de trocar a fralda do seu bebê. Use um creme para assaduras, caso o bebê desenvolva uma erupção cutânea. Se você estiver usando uma fralda de pano, não use fragrâncias ou detergentes coloridos.

(Ler: Maneiras eficazes de tratar assaduras em bebês )

sim. Cobertura do berço:

O berço também é um problema de pele comum entre os bebês (10). Se seu bebê estiver com berço, tente:

Para lavar o cabelo todos os dias. Use um shampoo suave.

11. Gripes e resfriados:

Algumas infecções são comuns entre bebês e bebês. Infecções virais como gripes e resfriados geralmente são inofensivas e desaparecem sem causar danos à saúde do bebê. Mas para os bebês, um simples resfriado pode se transformar em pneumonia, uma condição médica muito grave (11). Portanto, é importante consultar o seu médico, mesmo que seu bebê tenha um resfriado inofensivo.

12. infecções de ouvido:

As infecções de ouvido também são extremamente comuns entre crianças pequenas. Se o bebê estiver puxando a orelha e estiver mais nervoso do que o normal, ele pode ter uma infecção no ouvido (12). As infecções virais desaparecem assim que são executadas, mas as infecções bacterianas podem precisar de uma dose de antibióticos.

13. Candidíase oral:

A infecção por fungos é outra infecção que pode atacar seu bebê. Quando o fermento toma conta da boca do bebê, a casca é diagnosticada com candidíase oral. Converse com seu pediatra e veja se seu filho precisa de receita médica para medicamentos antifúngicos (13).

(Ler: Sintomas de candidíase em bebês )

14. Diarréia:

A diarréia também é comum entre bebês e bebês. Enquanto você mantém o bebê hidratado (14), não precisa se preocupar com diarréia.

15. Constipação:

Seu bebê se esforça ao passar pelas fezes? Ela pode estar sofrendo de constipação! Comum entre os bebês (15), a constipação não é um grande problema de saúde, a menos que esteja causando desconforto agudo ao seu filho.

A lista de problemas de saúde que podem afetar um bebê pode ser interminável. Pode haver problemas renais em bebês e problemas oculares em bebês. Mas esta lista contém todos os problemas comuns que você pode encontrar. Não se preocupe, seu filho passará por essa fase vulnerável antes mesmo que você perceba.

Respire fundo e aproveite o milagre que é seu bebê. O tempo voa muito rápido. Não o desperdice preocupado!

Como você lida com problemas de saúde comuns com seu bebê? Compartilhe suas dicas conosco.

Artigos recomendados:

Os comentários são moderados pela equipe editorial da MomJunction para remover qualquer comentário pessoal, abusivo, promocional, provocador ou irrelevante. Também podemos remover hiperlinks nos comentários.

As próximas duas guias alteram o conteúdo abaixo. Momjunction Momjunction FaceBook Pinterest Twitter Porca <img style = "display: none;" expr: src = "https://dinerados.com/wp-content/uploads/2019/11/1573472344_11_15-problemas-comunes-de-lactantes-y-recien-nacidos-que-debe.jpg” alt=”foto principal”/>