10 medicamentos que podem causar depressão

10 medicamentos que podem causar depressão

O que muitas pessoas podem não saber é que existem certos medicamentos prescritos que podem causar sintomas de depressão como efeito colateral, mesmo em pessoas que normalmente não são propensas a depressão. Além disso, as pessoas com histórico de depressão podem querer evitar esses medicamentos ou usá-los com cautela, pois podem agravar sua doença existente.

Quais drogas podem causar depressão?

A seguir, são apresentados dez tipos comuns de medicamentos que podem causar sintomas de depressão. No entanto, esta não é uma lista completa. Você deve consultar um médico ou farmacêutico para obter informações sobre seu regime específico de medicamentos.

1. Bloqueadores beta – Os betabloqueadores geralmente são prescritos para tratar a pressão alta, embora também possam ser usados ​​para tratar enxaquecas, angina, batimentos cardíacos irregulares e tremores. Eles também podem ser administrados como colírios no tratamento do glaucoma.

Há algum debate sobre o grau em que esses medicamentos podem causar depressão, mas geralmente estão associados a sintomas de depressão, como problemas sexuais e fadiga.

Exemplos deste tipo de droga incluem metoprolol e Inderal (propranolol).

2. Corticosteróides – Esses medicamentos são usados ​​para tratar condições inflamatórias, como lúpus, artrite reumatóide, gota e síndrome de Sjögren.

Os corticosteróides podem causar uma variedade de sintomas psiquiátricos. Entre outros efeitos, acredita-se que os corticosteróides afetem a serotonina, uma substância produzida no cérebro que se acredita estar envolvida na regulação do humor.

Exemplos desses tipos de medicamentos incluem cortisona, prednisona, metilprednisolona e triamcinolona.

3. Benzodiazepínicos – Esses medicamentos geralmente são usados ​​no tratamento de ansiedade e insônia ou quando necessário para relaxar os músculos.

Sob certas circunstâncias, o medicamento pode se acumular no corpo e causar sintomas de depressão.

Exemplos comuns de benzodiazepínicos incluem Xanax (alprazolam), Restoril (temazepam) e Valium (diazepam).

4. Drogas de Parkinson. – Estes são medicamentos utilizados no tratamento da doença de Parkinson.

Os medicamentos usados ​​para esta doença afetam uma substância no cérebro chamada dopamina, que também é uma das substâncias químicas básicas associadas à causa da depressão. Os cientistas acreditam que, quando essas drogas fazem com que a dopamina suba por longos períodos de tempo, ela também pode afetar o humor de uma pessoa.

O medicamento mais utilizado para tratar a doença de Parkinson é a levodopa. Outros medicamentos comuns que podem ser usados ​​incluem Atamet, Sinemet e Sinemet (carbidopa); Mirapex (pramipexol); e Requip (ropinirol).

5. Medicamentos que afetam hormônios – Esses medicamentos incluem formas hormonais de controle de natalidade e terapia de reposição de estrogênio para sintomas da menopausa.

Variações nos níveis hormonais em mulheres são frequentemente associadas a sintomas de depressão, embora não seja totalmente compreendido como essa interação ocorre.

6 Estimulantes – Medicamentos estimulantes podem ser prescritos para tratar a sonolência diurna associada a condições como narcolepsia e também podem ser usados ​​no tratamento do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH).

Sabe-se que esses medicamentos influenciam a quantidade de dopamina no cérebro de uma maneira que pode contribuir para a depressão em certos indivíduos.

Ritalina (metilfenidato) e Provigil (modafinil) são alguns exemplos deste tipo de medicamento.

7. Anticonvulsivantes. – Esses medicamentos são utilizados no tratamento de convulsões, embora também possam ser utilizados no tratamento de outras condições, como transtorno bipolar e dor neuropática.

Como eles afetam substâncias químicas no cérebro que também são responsáveis ​​pela regulação do humor, às vezes podem causar depressão.

Alguns exemplos desses tipos de medicamentos incluem Tegretol (carbamazepina), Topamax (topiramato) e Neurontin (gabapentina).

8) Inibidores da bomba de prótons e bloqueadores de H2. – Esses medicamentos costumam ser prescritos para tratar a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) e, às vezes, têm sido associados à depressão por motivos pouco claros.

9. Estatinas e outros medicamentos para baixar o colesterol – Embora as estatinas sejam o medicamento para baixar o colesterol mais comumente prescrito, outros medicamentos como fibrato, colesevelam, ezetimiba e ácido nicotínico também podem ser usados ​​para esse fim.

Houve alguns relatos ligando esses medicamentos à depressão. Pensa-se que esses medicamentos causem depressão, diminuindo os níveis de colesterol no cérebro, onde ele desempenha muitas funções importantes.

10. Medicamentos anticolinérgicos. – Os medicamentos anticolinérgicos influenciam uma variedade de funções no corpo, incluindo a diminuição da ação dos intestinos. Eles são frequentemente usados ​​no tratamento da síndrome do intestino irritável (SII) em medicamentos como o Bentyl (diciclomina).

O modo como eles funcionam é bloqueando a acetilcolina, uma substância que faz com que músculos, como os do trato intestinal, se contraiam e causem movimento. No entanto, porque eles afetam o sistema nervoso central, eles também podem causar sintomas depressivos.

Bentyl é um medicamento que é freqüentemente usado para tratar a SII.

Como saber se um medicamento está deprimindo você

O sintoma mais notável da depressão é, obviamente, um sentimento de tristeza e mau humor. No entanto, além do humor deprimido, existem outros possíveis sintomas de depressão que você pode experimentar, como os seguintes:

  • Sentimentos de desesperança ou desamparo.
  • Sentimentos de culpa ou inutilidade.
  • Ansiedade
  • Irritabilidade e inquietação.
  • Fadiga e baixa energia.
  • Problemas de sono
  • Problemas com apetite ou peso.
  • Problemas com pensamento, memória e concentração.
  • Perda de interesse nas coisas que já desfrutamos
  • Pensamentos de morte ou suicídio.

O que fazer se um medicamento faz você se sentir deprimido

Se você acha que pode estar sofrendo de sintomas de depressão, estejam eles relacionados a um medicamento que você está tomando ou não, consulte seu médico. Não pare de tomar o seu medicamento sem a permissão do seu médico. Se você estiver sofrendo de depressão grave ou tiver pensamentos suicidas, sinta-se à vontade para procurar atendimento médico imediato.